Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2016

De onde veio este papo de fundamentalismo

Imagem
por Pe. José Eduardo de Oliveira e Silva

Quando você expõe um argumento racionalmente, com todo rigor metodológico, apresentando fontes primárias, documentação farta, e o seu interlocutor lhe fixa o rótulo de “fundamentalista”, inicialmente você tolera, mas depois começa a desconfiar que a recorrência da ideia não é casual… De fato, hoje em dia, quanto mais uma pessoa repete chavões como quem pontifica infalivelmente, respaldado pelo chorum uníssimo da coletividade, mais é necessário averiguarmos qual a origem do bordão, essa sim, quase sempre infalivelmente ignorada pelo acusador. O termo em questão foi uma invenção de teólogos conservadores presbiterianos e batistas que, por volta de 1910, para se distinguirem de teólogos “liberais”, acabaram por se autodenominarem “fundamentalistas”. Contudo, a noção de “fundamentalismo” sofreu uma mutação, e esta sua nova acepção foi criada propositalmente para liquidar com a resistência religiosa ao secularismo-laicismo imposto pelos agentes globalis…

A caridade: a marca dos verdadeiros heróis

Imagem
"Maximiliano trazia consigo um lema encorajador: "O que temer, acaso não sabeis que sou da Imaculada?". Um filho da Imaculada nada teme, ainda que desça aos abismos sombrios, neles faz ressoar cânticos de alegria; ainda que seja precipitado nos pântanos escuros, neles faz florir jardins".



O ano era 1941, auge da II Guerra Mundial, e um trem carregado de prisioneiros chegava a Oswiecin, na Polônia.  Entre os prisioneiros estava um humilde frade franciscano polonês, Frei Maximiliano Maria Kolbe, fundador da Legião de Maria e da Cidade da Imaculada. 
Ao chegar ao sombrio destino, frei Maximiliano é conduzido ao Bloco 17, do trabalho forçado.  Com algumas semanas de trabalho intenso e subumano, adoece e é conduzido ao bloco 12, dos inválidos. 
Passados uns dias, uma fuga põe em pânico todo o acampamento dos prisioneiros.  A lei de Auschwitz é implacável com estes episódios,  para cada fuga, dez prisioneiros são condenados ao bunker damorte, área no subterrâneo do camp…

Leituras

Imagem
Uma nação se faz de homens e livros Monteiro Lobato



Um certo autor, aliás, muito suspeito, escreveu certa ocasião que "livros não transformam o mundo, mas transforma homens, que transformam o mundo". De certo modo, livros ainda estão por trás das mentes que transformam o mundo, seja para melhor ou para pior. Portanto, a boa seleção de nossas leituras ainda é um dado imprescindível em nossa vida, visto que livros nos influenciam mais do que podemos imaginar. "O homem é filho de suas ideias", dizia Mons. Zaffonato, por isso, nada melhor do que uma boa seleção de leituras. Neste sentido, listo aqui algumas obras de vários gêneros, que muito me influenciaram. Nestes autores, encontrarás fonte segura e precisa para muitos assuntos que talvez te inquietem.
*** * *** 

Dez livros que estragaram o mundo - Benjamin Wiker A arte de escrever - Antoin Albalat O século do nada - Gustavo Corção cristianismo puro e simples - C. S Lewis Ortodoxia - G. K Chesterton Os pensadores da nova esqu…